Pacific Hydro nomeia novo CEO

8 de maio de 2014

O Conselho de Administração da provedora global de soluções de energia limpa, Pacific Hydro, anunciou hoje que Michael Fuge se tornará o CEO da empresa no início de julho de 2014, facilitando a transição após Rob Grant deixar o cargo.  A nomeação de Michael é o culminar do recrutamento global de executivos anunciado em outubro do ano passado.

Michael tem 20 anos de experiência no setor de energia a nível internacional.  O foco de sua carreira é transformar a performance de áreas como crescimento, produtividade, eficiência, segurança e engajamento de pessoas.

“Esta é uma nomeação sem igual.  Michael tem uma vasta experiência no setor de energia, nas áreas de exploração, produção e distribuição, tendo liderado grandes equipes e iniciativas complexas de grande porte na Nova Zelândia e em diversas culturas como Omã e Brunei” disse Garry Weaven, o Diretor da Pacific Hydro.

“A Pacific Hydro tem diversas fontes de energia renovável espalhadas em diversas partes do mundo e no cargo de CEO, Michael se concentrará em explorar o significante potencial de valorização da empresa.”

“As expectativas globais para o setor de energia renovável são boas e Michael será bastante seletivo na escolha de oportunidades, respeitando parâmetros para a excelência operacional que possa dar grandes retornos aos investidores.”

Michael chega à equipe da Pacific Hydro após trabalhar na Genesis Energy Limited, a maior revendedora de energia da Nova Zelândia, onde foi Diretor de Operações desde 2011. Neste papel, ano a ano, ele liderou a recuperação da performance na área de segurança e nos lucros.  Ele reforçou o setor de vendas na área de energia buscando maior presença no mercado em todos os setores, servindo mais de 650,000 clientes e supervisionou a entrega de  um projeto de NZ$ 150 milhões para a reabilitação da hidrelétrica Tekapo Hydro.

Antes de trabalhar na Genesis, Michael foi Diretor Geral de Entrega ao Cliente na Gen-i Limited, uma divisão da Telecom New Zealand.  Sua experiência profissional inclui gerenciamento de operações internacionais, gerenciamento de mudanças, planejamento, estratégia, e entrega de grandes projetos a nível sênior.

Originalmente da Nova Zelândia, ele começou a trabalhar na Gen-i em 2008 vindo da Royal Dutch Shell Club.  Ele passou grande parte de sua carreira com a Shell em cargos de alta administração nas indústrias de petróleo e gás na Europa, Oriente Médio, e Sudeste da Ásia, inclusive cargos como Gerente Geral de Operações em Brunei e Gerente de Transformação para Desenvolvimento de Petróleo em Omã.